Nome limpo?

Assine nossa Newsletter! É Grátis…

13º Salário – o que fazer com ele?

 

 

 

Dados do DIEESE apontam que devem ser injetados na economia cerca

de R$ 200,5 bilhões. Muitos trabalhadores devem estar se perguntando

o que devem fazer para aproveitar melhor esse dinheiro extra,

que é muito bem vindo no final do ano.

A Abradecont dá dicas para você escolher

o melhor para o seu bolso.

 

 

Segundo o Dieese, até dezembro deverão ser injetados na economia cerca de R$ 200,5 bilhões com o pagamento do 13º salário, o que corresponde a 3,2% do PIB (Produto Interno Bruto) nacional.

Dos cerca de 83,3 milhões de brasileiros que devem ser beneficiados pelo

pagamento do 13º salário, aproximadamente 48,1 milhões, ou 57,8% do total, são trabalhadores no mercado formal. Entre eles, os empregados domésticos com carteira de trabalho assinada somam 1,9 milhão, equivalendo a 2,2% do conjunto de beneficiários.

Os aposentados ou pensionistas da Previdência Social (INSS) representam 34,1 milhões, ou 40,9% do total. Além desses, aproximadamente 1,1 milhão de pessoas (ou 1,3% do total) são aposentados e beneficiários de pensão da União (Regime Próprio). Há ainda um grupo constituído por aposentados e pensionistas dos estados e municípios (regimes próprios) que vai receber o 13º e que não pode ser quantificado.

Então muitos se perguntam o que fazer com esse dinheiro extra que chega em boa hora no final do Ano?

A Abradecont, Associação Brasileira de Defesa do Consumidor e Trabalhador do Rio de Janeiro dá algumas dicas para você aproveitar da melhor maneira o seu 13º salário.

Mas não pense que só você está com problemas e quer acertar seu orcamento. Estudo desenvolvido pela área de Decision Analytics da Serasa Experian, em setembro de 2017, o número de consumidores inadimplentes no país chegou a 60,5 milhões, 1,51% a mais do que em setembro de 2016, quando eram 59,6 milhões. O montante alcançado pelas dívidas no nono mês deste ano foi de R$ 267,5 bilhões, com média de quatro dívidas por CPF, totalizando R$ 4.422,00.

 

DICAS

Cerca de 30% dos inadimplentes brasileiros possuem dívidas com bancos e cartões de crédito, como informa a Serasa Experian. Portanto a orientação da equipe da Abradecont é sempre tentar quitar estas dívidas que possuem juros mais altos – Cartão de Crédito (363,3% ao ano) e Cheque Especial (média de 13,53% ao mês).

Ao negociar sua dívida para pagamento à vista tente obter uma boa redução nos juros de modo eu realmente compense fazer a quitação total do valor.

Caso o seu débito integral não caiba no seu orçamento, negocie um parcelamento mas sempre tente uma redução nos juros. Nessa época muitas empresas oferecem descontos de até 90% das dívidas.

Caso seu nome esteja negativado, lembre-se que após o pagamento da primeira parcela do acordo, seu nome deve ser retirado da lista de negativados em no máximo 5 (cinco) dias úteis. Caso isso não ocorra, procure seus direitos junto aos órgãos de Defesa do Consumidor da sua cidade.

As mesmas regras valem para negociar dívidas como lojas de departamento e afins.

SOBROU DINHEIRO?

Mas se você é um privilegiado e não tem dívidas a pagar com o seu 13º pode investir esse dinheiro em outras coisas importantes.

Por exemplo pode dar um novo look para sua casa com pintura e pequenos reparos que são necessários.

Ou fazer uma viagem com a família que esteja dentro do seu oçamento.

Presentes: Não se empolgue com os presentes de amigos e familiares. reserve antes um valor específico só para esse fim.

Reserva: Mas não se esqueça que janeiro vem aí  e é quando chegam contas como IPTU, IPVA, matrícula da escola etc… Então é recomendado que você já deixe uma reserva para esses pagamentos de começo de ano.

Adiante prestações: Se ainda sobrou algum dinheiro, tente adiantar ou até quitar parcelas com esse dinehrio extra. Esta é uma boa forma de conseguir ótimos descontos com a redução de juros.

Investimentos: Se mesmo assim ainda sobrou algum, faça um investimento. A longo prazo a caderneta de popupança mesmo com juros baixos mas ainda é seguro. Mas existem outros como investimentos no mercado de capitais. Para isso, consulte seu gerente no banco que vai poder lhe informar as melhores opções para você investir o que sobrou do seu 13º salário.

 

 

 

Postado em Serviços PúblicosTags , , , ,